terça-feira, 13 de março de 2012

Décimo Segundo Capitulo -noite de núpcias-

Musica de hoje ...
You Found Me - The Fray 


Pedido : Eu queria pedir a todas vocês para divulgarem o meu blogue, espero que nao seja pedir muito e que vocês o façam.

No capitulo anterior ...
Zac : neste momento tu es o melhor para mim, tu e o nosso filho, nos vamos ser uma família normal, eu prometo-te que o nosso filho vai ser feliz, assim como nos!
Vanessa : eu sei que vamos! -disse a sorrir e profundamente feliz-
O que aconteceu a seguir foi um mar de beijos e carinhos que nunca antes aconteceu.

Décimo Segundo Capitulo
Tinham finalmente chegado ao local onde iria ser a celebração, foi uma festa requintada, bastante elegante, uma festa onde nada faltou. Depois de almoçarem, falarem com todos os convidados e terem contado tanto e Taylor como a Ashley todas as novidades, Zac e Vanessa decidiram guardar a gravidez apenas para eles, contariam a toda á família depois de regressarem da lua de mel, acharam ser o melhor e pediram encarecidamente para tanto Taylor como Ashley nao o contarem a ninguém, eles assim o prometeram fazer.
A hora mais importante tinha chegado, a hora mais romântica e com que todas as mulheres sonham, a hora da valsa, Zac pegou na delicada e pequena mão de Vanessa e guiou-se ate ao centro de um pequeno circulo que se encontrava no meio de todas as mesas, todos os convidados os conseguiam ver bastante bem, a musica já conhecida por todos como uma das mais elegantes de sempre soou dentro daquele salão e logo Zac e Vanessa começaram a dançar numa sintonia quase inacreditável, Zac com uma das mãos das costas de Vanessa, e Vanessa com uma das mãos num dos fortes ombros de Zac. Todos os olhavam com um sorriso no rosto, um sorriso de quem via um casal apaixonado que se tinha acabado de casal dançar uma valsa lindíssima ...
A festa durou ate as altas horas da noite, eram duas da manha quando Zac e Vanessa finalmente conseguiram sair do salão, depois de se despedirem de todos os convidados e agradecerem a presença deles foram levados ate um quarto onde ambos trocaram a roupa que tinham por uma mais formal e confortável, Vanessa vestia um bonito vestido bege um pouco acima dos joelhos, tinha soltado o cabelo e calçava uns saltos altos plataforma de cor preta brilhante bastante elegantes, Zac vestia umas calças de ganga pretas e uma camisa branca de seda metia dentro das calças, estava como sempre, lindo.
Como já era de esperar os pais de ambos nao os poderiam deixar ir de lua de mel sem antes de despedirem ...
Gina : façam uma boa viagem! -disse com um semblante feliz-
Vanessa : eu ate lhe podia responder mas visto que eu nem sei para onde vou fica complicado! -disse olhando especificamente para Zac que apenas se riu-
Ashley : deixa-te disso, eu garanto-te que vais adorar! -disse dando um leve encontram no braço de Vanessa-
Vanessa : pois é, já nem me lembrava, a minha melhor amiga sabe para onde eu vou e teve o descaramento de nao me dizer! -disse Vanessa bem irónica-
Starla : acredite em mim, quando o meu filho faz segredo de algo, é porque é bom, nao se preocupe! -disse abraçando Vanessa-
Zac : pelo menos alguém que ainda confia em mim! -disse sarcástico- fica atento na empresa, qualquer movimentação estranha do meu pai e dizes-me logo! -disse seriamente para Taylor-
XXX : nem mesmo no teu dia de casamento te consegues esquecer do trabalho nao é maninho?! -perguntou  Karina bem sarcástica-
Zac : eu ate poderia esquecer, se tivesse pessoas em quem confiasse a trabalhar para mim, nao é maninha?! -perguntou também sarcástico-
Ashley : podias ter ficado sem esta cobra! -disse a rir-se para Karina que a olhou com um olhar que metia medo-
Taylor : Ashley! -disse a repreende-la, Ashley apenas deu de ombros-
Gina : é melhor despacharem-se para nao perderem o voo!
Zac : antes de ir-mos ainda vamos passar pelo hotel, o voo só é as 5 da manha, ainda temos algumas horas. -disse antes de entrar na limusina-
Starla : melhor assim, podem descansar por algumas horas.
Taylor : como se eles fossem realmente descansar! -disse sem se aperceber do que dizia, só reparou realmente no que tinha dito quando recebeu um beliscão de Ashley-
Vanessa : é melhor irmos indo! -ambos se despediram dos familiares, todos lhes desejaram uma boa lua-de-mel. Juntos entraram na limusina sobre o olhar atento e furioso de Charlie, já estava á um bom tempo a observa-los, algo estava diferente desde a ultima vez que Charlie os viu, sentia que algo os ligava, algo bem mais forte do que antes, Charlie sabia que alguma coisa nao estava certa naquele casamento, nao sabia o quê mas iria descobrir. De uma coisa Charlie tinha a certeza, Vanessa iria voltar a ser sua, nao sabia como mas iria-

Quando chagaram ao hotel o gerente do edifício esperava-os na entrada com um belo sorriso na cara, nao era para menos, nao era todos os dias que o maior astro de Hollywood vinha ao seu hotel, ainda mais com a sua esposa passar a noite de núpcias. Nao foi necessário fazer qualquer tipo de assinatura ou democracia, já tudo estava tratado para a chegada do mais novo e badalado casal de Hollywood ao hotel, apenas uma mala subiu juntamente com Zac e Vanessa para a suite, tudo o resto ficaria no carro para daqui a algumas horas partirem, entraram no quarto e qual nao foi o espanto de ambos ao ver o que tinham á frente ...
Gerente : vamos deixa-los á vontade, tenham uma boa noite! -sem mais nada pronunciar o senhor sai do quarto deixando a chave na fechadura por dentro da porta, nem Zac ou Vanessa acreditavam no que viam-
O quarto estava lindo, estava apenas iluminado pela luz das velas e da lua que estava brilhante, tinha pétalas de rosas vermelhas no chão, havia champanhe, morangos com chocolate ... Zac e Vanessa apenas olhavam o quarto, nao sabiam o que dizer, o que pensar, o que fazer. Foi então que Vanessa viu um bilhete em cima da cama, pegou nele e leu-o em voz alta para Zac ouvir "nao deixem de aproveitar uma das noites mais importantes da vossa vida. A vossa primeira noite como marido e mulher. Felicidades, Starla e Gina". O bilhete nao dizia mais nada, apenas aquilo, pequenas palavras mas que talvez pudessem fazer toda a diferença ...
Vanessa : ainda nem acredito que foram as nossas mães a fazer tudo isto. -disse ouvindo-se pela primeira vez um som dentro daquele quarto depois da saída do gerente-
Zac : é normal, nao nos podemos esquecer que elas acham que nos somos um casal normal. -disse indo para perto da janela, olhava a vista, era magnifica-
Vanessa : nos nao somos? -perguntou com a cabeça e voz baixa e com medo da resposta, não sabia o que se ia passar daquele dia para a frente-
Zac : agora somos. -disse indo para perto de Vanessa, ela levantou a cabeça e sorriu com a resposta-
Vanessa : somos? -perguntou com a voz um pouco roupa, Zac apenas acenou que sim com a cabeça- vem ca! -Vanessa puxou Zac pelos colarinhos da camisa e beijou-o de uma forma selvagem demonstrando exactamente aquilo que queria, ao sentir aquele beijo Zac juntou os corpos dos dois com força, o que fez Vanessa soltar um pequeno gemido, gemido de puro prazer-

Ainda sem ter certezas daquilo que realmente fazia, Vanessa puxou Zac para perto de si, ainda mais perto. Zac pousou as suas mãos nas delicadas costas de Vanessa que sentiu um calafrio percorrer-lhe todo o corpo, da cabeça aos pés. Vanessa aproximou a sua boca da de Zac que logo a beijou desesperadamente, ambos precisavam daquele beijo, daquele toque, que desde "daquela noite" nunca mais saiu da mente dos dois. Vanessa mergulhou as suas mãos nos macios cabelos loiros de Zac onde fazia uma pequena pressão exigindo mais, mostrando querer mais. Num acto repentino Vanessa começou a abrir os boteis da camisa branca de Zac, assim que todos estavam abertos Vanessa meteu as suas mãos por dentro da camisa sentindo o corpo quente e definido de Zac, como estava bêbeda havia muitas coisas que Vanessa não se lembrava, e uma delas eram os detalhes do corpo de Zac, queria ver, queria sentir, queria ter aquele corpo apenas para si ...
Vanessa : Zac eu quero-te ... eu quero muito. -com a voz rouca e bastante baixa Vanessa apenas conseguiu pronunciar algumas palavras, palavras que foram suficientes para Zac, num acto repentino pegar em Vanessa e leva-la para a cama, onde a deitou delicadamente sobre o edredão branco bastante confortável-
Antes de continuar Zac quis ter a certeza que tudo estava bem, olhou para Vanessa, para os olhos da morena que mostravam desejo, prazer, vontade. Sem mais demoras Zac atacou a rosada boca de Vanessa que logo deu livre passagem para a língua de Zac entrar, ambos explorarão e boca um do outro como nunca antes fizeram, as suas línguas dançavam numa sintonia incrível. Com cuidado Zac abriu o fecho do vestido de Vanessa que em poucos segundos estava no chão repleto de pétalas de rosas. Como homem que era Zac não resistiu á tentação de "conferir" o corpo de Vanessa, cada curva, cada sinal, cada característica foi sentida por Zac que com as suas mãos explorou o corpo de Vanessa sem pudor. Enquanto Zac olhava o corpo da esposa Vanessa sentia o seu rosto corar com o olhar de Zac ...
Zac : tu és linda, Vanessa, atreveria a dizer perfeita. -disse com a voz rouca demonstrando todo o seu desejo pela morena que não pôde deixar de sorrir perante o elogio- a mulher mais perfeita que eu já conheci. -Vanessa não pode deixar de mostrar o seu mais belo sorriso depois de receber um elogio daqueles, tudo parecia um sonho, aquele momento parecia um sonho, estar ali com Zac nunca antes tinha passado pela cabeça de Vanessa, mas agora que estava Vanessa tinha a certeza que poderia sim ser feliz com Zac, ele era bem mais do que aquilo que mostrava e só agora Vanessa pôde perceber todas as qualidades do astro de Hollywood-
Com as mãos tremulas Vanessa livrou-se da camisa de Zac que assim como o seu vestido foi parar ao chão da suite, num movimento não pensado Vanessa inverteu o jogo ficando agora em cima de Zac, uma perna para cada lado e as mãos no belo peitoral de dele. Não resistiu, com beijos percorreu todo o peitoral de Zac que suspirava de prazer ao sentir as caricias da sua esposa, com carinho rodeou a cara de Vanessa com as mãos em forma de concha trazendo-a para si, beijou-a ardentemente, o beijo durou minutos e minutos, um beijo provocativo que deixou ambos bem mais acesos.
Não aguentando mais as calças de Zac, com dificuldade Vanessa tentou desapertar os botões mas só o conseguiu com a ajuda de Zac que riu ao ver o esforço de Vanessa ao tentar desaperta-las, tudo isto durante uma sessão de beijos ardentes que deixavam ambos cada vez mais acesos de desejo um pelo outro. Sem aguentarem mais as roupas que ainda restavam no corpo um do outro, estas foram atiradas para o chão rapidamente, ambos ficaram como vieram ao mundo e foi impossível não darem uma olhada e analisarem cada detalhe do corpo um do outro desnudo.
Entre beijos e provocações ambos ficaram a conhecer cada parte do corpo um do outro, cada detalhe, cada traço. Vanessa viajava as suas mãos, que ja não se encontravam tremulas, entre as costas e o cabelo de Zac, de um momento para o outro descobriu que adorava a sensação de tê-lo perto de si, de sentir o seu perfume masculino no seu corpo, de sentir as caricias dele, de sentir o seu corpo colado ao dele.
Para Zac nada daquilo era novidade, ja tinha feito sexo com Vanessa, porem desta vez era diferente, Vanessa estava sóbria e Zac tinha a certeza que era aquilo que ela queria, não havia motivos para ter receios. Sem vergonhas ou inibições Zac viajava as suas mãos pelo delicado corpo de Vanessa, o que a fazia gemer de prazer cada vez que Zac tocava os seus pontos sensíveis. Os gemidos de Vanessa eram uma droga que fazia Zac sair fora de si, nunca tinha imaginado ver Vanessa tão entregue ao seu toque, as suas caricias, sentia-se bem com isso. 
Zac moveu-se para baixo, trilhando com a língua o pescoço dela, descendo até o vão entre os seios. Vanessa prendeu a respiração e curvou a espinha para facilitar o trabalho dele. Soltou um gemido longo e de absoluto prazer quando por fim Zac envolveu com a boca um dos mamilos dela e se pôs a sugá-lo, acariciá-lo com a língua.
Zac segurou as mãos inquietas de Vanessa e prendeu-as uma em cada lado dos seus corpos, enquanto continuava a brincar com os seios dela, provocá-los com a boca. Primeiro um, depois o outro, até que os dois mamilos latejassem.
Quando ela gritou, parecia a voz de outra pessoa, vinda de um outro lugar.

À mercê do ritual lento e cuidadoso de Zac, Vanessa nunca expe­rimentara tamanha sensualidade. Ela tinha consciência de como se remexia embaixo dele. Queria mais. E queria agora.
No entanto, Zac seguia sem pressa. Ao tocá-la, sentir o movi­mento dela, ouvi-la gemer por ele, Zac tinha a impressão de que a esperara por toda a vida. Não correria com as coisas agora, embora soubesse que bastaria Vanessa tomar a iniciativa para que ele corresse o sério risco de não se segurar. Ele não era mais o mestre do amor. O amor comandava-o agora.
Zac soltou as mãos de Vanessa e moveu-se ainda mais para bai­xo, sentindo com a boca a carne tensa do ventre dela. Passou para o umbigo. O corpo de Vanessa respondeu as caricias instintivamente, afastando as pernas para acomodar a língua dele.
Vanessa buscou o ar, sem fôlego, no momento em que as mãos de Zac gentilmente pressionaram o interior suave das suas coxas, permitindo-lhe o acesso irrestrito à feminilidade úmida dela.
A partir daí, a ponta da língua dele começou a jogar com aquele pequeno botão, para lá e para cá, até Vanessa estar a ponto de gritar de maravilhosa agonia. Sempre que a levava até ao limite, Zac retroce­dia, deixando a emoção dela vazar, para voltar a saboreá-la, a lambê-la, a enviando para outro planeta, um que Vanessa nunca visitara antes.
Admirá-la deitada passiva na cama, nua e glo­riosa, o eletrizava tanto, que ele havia sido momentaneamente privado de pensamentos.
E agora, enfim, sentindo o movimento dela sob ele...
Zac afastou-se um pouco e girou com ela para que agora fosse a vez de Vanessa estar por cima. Os seios, tentadores, se bateram no ar sobre o rosto dele, e Zac capturou um dos mamilos com a boca. Sugou-o com força, mesmo já tendo a mulher colada no seu corpo. Vanessa encaixara Zac de uma forma justa, aconchegante.
Os corpos de ambos estavam sintonizados. Unidos como se fos­sem um só. Finalmente, os dois atingiram o clímax. Chegaram lá juntos.
Demorou até que o corpo agitado e trêmulo de Zac se restabe­lecesse do impacto do orgasmo. Vanessa então esparramou-se sobre ele com um pequeno suspiro. Minutos passaram-se até que ela rolasse para deitar-se ao lado dele. Com o cotovelo sobre o colchão, Vanessa apoiou o rosto na mão para observá-lo de cima.

Ela poderia contemplá-lo ali para sempre. Zac virou-se, e eles examinaram-se. Delicadamente, ele tirou o cabelo que cobria o rosto dela e trouxe-a de volta para cima dele. Posicionou a cabeça de Vanessa debaixo do seu queixo e beijou os cabelos finos e morenos.
Zac : tu és minha Vanessa, minha e só minha. -disse ainda com a voz roupa no ouvido de Vanessa, que estremeceu com o contacto-
Vanessa : só tua! -disse depois de um longe e delicioso suspiro, abraçou-se mais a Zac e assim ficaram durante horas, sem falarem, apenas a relembrar tudo aquilo que tinham feito naquele quarto, por meio destes pensamentos Vanessa adormeceu, enquanto Zac continuou acordado a admira-la dormir agarrada a si e com um beicinho lindo nos lábios rosados e carnudos dela-


Capitulo grande e  para vocês!!!! Por favor respondam á pergunta que eu vos fiz!! É importante!!!! Beijos fiquem bem!!! 7 comentários para o próximo :)

7 comentários:

• Paula disse...

Menina do céu!
Que cap foi esse!
Ultra mega hot!
Devo te dizer que amo a sua fic!
Posta logo
Bjos amorê

Evelly disse...

MEU DEUS ESSE FOI O CAP
MAIS LINDO DE TODOS!!!!
amei muito tô viciada na sua fic sério!
você arrasa muitooooo
desde o primeiro capitulo sou sua fã cê sabe né? kkkk
finalmente eles perceberam que se amam;
e eu amei posta logo bjsss

Edyh_2012 disse...

Esse cap foii D+++
Posta logo flor
Kiss

Anónimo disse...

ta lindaço...
amei...
continua axim...
bjx

Anónimo disse...

Adoreiii...
tá super lindooo
Esse cap foi super romantico !! :)
posta logooo viu ?!
beijos
thainá

stephanie_95_7 disse...

Super lindo =)
Em relação à pergunta que nos fizestes, acho que deves seguir em frente e aceitar.. És uma otima escritora e tenho a certeza que daria uma boa história ao "Tudo por Amor"!!
Cap muito bom
Bjs

Anónimo disse...

simplesmente lindooooooooooooooooooooooooooooooooooo....
amei...
pota logo