domingo, 30 de outubro de 2011

1º Capitulo

Tudo estava normal na empresa Efron, nada de novo se tinha passado, excepto claro as novas noticias de Zachary Efron mas isso já era tão normal que ninguém naquela empresa estranhava, Vanessa estava na sua secretaria a trabalhar atentamente num novo projecto quando o seu telemóvel toca fazendo Vanessa dar um pequeno pulo na cadeira de susto. pegou no seu telemóvel e viu escrito Senhor Efron, achou estranho ele nunca ligava pro seu numero pessoal, sempre usava o numero da empresa, Vanessa achou estranho mas mesmo assim atendeu ...
Inicio de Chamada :
Vanessa : Estou sim! -disse Vanessa educadamente-
Zachary : Vanessa sou eu Zachary queria pedir-lhe para passar por minha casa urgentemente preciso urgentemente de si! -disse Zachary num tom de voz imponente-
Vanessa : passa-se alguma coisa senhor Efron? -perguntou Vanessa preocupada enquanto já arrumava as suas coisas-
Zachary : sim passa-se mas venha ter aqui que eu explico-lhe tudo!
Vanessa : com certeza, em menos de 20 minutos estou ai!
Zachary : quando chegar diga ao porteiro o seu nome que ele vai deixa-la entrar na hora!
Vanessa : assim farei!
Zachary : ate já!
Vanessa : ate já, com licença!
Fim de chamada ... Sem demorar muito mais tempo Vanessa pega em tudo o que é seu e corre para a garagem subterrânea da empresa onde tinha o seu carro, em poucos segundos já se encontrava nas ruas de Los Angeles, estava um dia infernal como se já nao bastasse a confusão que se gerava em Los Angeles pelo natal estar a chegar ainda estava a chover torrencialmente fazendo com que o transito fosse maior, Vanessa bufava dentro do seu carro, o seu patrão a esperava e ela presa naquele transito infernal, tanto andava como parava estava um dia realmente para esquecer, em pleno dia de semana e as pessoas a fazer compras, depois queixam-se da crise, depois de alguém tempo a andar e a parar Vanessa tinha finalmente conseguido sair do centro da cidade, menos mal, agora já podia andar á vontade e sem parar, em menos de poucos minutos chegava a casa de Zachary quando o seu carro pára mo meio da estrada, era realmente só mais esta que lhe faltava ficar sem gasolina, sem pensar muito pega no seu saco e sai do carro com os saltos na mao e desata a correr ate casa de Zac, nao vale nem a pena dizer que ficou encharcada assim que saiu do carro, sem ligar a isso desata a correr ate ao condomínio privado onde Zachary morava, chegou la deu o seu nome no portão e logo as portas de abriram, Vanessa correu ate dentro do condomínio onde uma senhora a esperava, era a primeira vez que ia a casa de Zac e estava naquela figura lastimável ...
XXX : o que aconteceu minha queria?! -perguntou a senhora que esperava Vanessa com um sorriso amigável na cara-
Vanessa : o meu carro ficou sem gasolina quando estava a chegar aqui, tive de o deixar na rua e vir a correr ate cá! -disse Vanessa que tremia de frio-
XXX : eu sou a Rosa empregada na casa do menino Zac, vamos pra cima pra se secar e tomar um bom banho!
Vanessa : não, não se preocupe eu estou bem! -disse Vanessa com os dentes a baterem uns nos outros-
Rosa : da para perceber que sim! Vamos la o senhor Zac esta á sua espera! -sem mais reclamar Vanessa segue e senhor simpática que tinha acabado de conhecer, aquele lugar era lindo e requintado Vanessa sentia-se mal por estar naquele estado naquele lugar, chegaram ao ultimo andar, se Zachary queria privacidade aquele era realmente o local certo, ele tinha apenas um andar só pra ele, a senhora abriu a porta e Vanessa ficou espantada com aquela casa, só aquele Hall de entrada era maior que o seu pequeno apartamento, a senhora fez um gesto para Vanessa entrar e ela sem graça la entrou, a senhora saiu do Hall e deixou Vanessa la sozinha, onde ela tinha ido?! Vanessa nem queria saber, estava demasiado ocupada em admirar todo aquele Hall extremamente bem decorado, Vanessa apenas voltou para a realidade quando ouviu uma voz grossa e imponente dizer o seu nome- desculpa estar assim senhor Zachary mas eu tive um pequeno problema! -disse Vanessa completamente envergonhada com aquela situação, foi então que viu um sorriso formar-se nos lábios do seu patrão deixando-a ver o seu belo sorriso, nunca o tinha visto, claro que ele já lhe tinha sorriso, afinal ele era bem educado mas não daquela maneira, não com aquela intensidade-
Zachary : não tem problema não se precisa desculpar acontece a todos, a Rosa informou-me do que se tinha passado e eu já pedi para irem tratar do seu carro, não se preocupe em pouco tempo ele estará la em baixo no parque de estacionamento com o deposito cheio! -disse Zac a sorrir, nunca tinha percebido mas a sua secretaria era bem boa (palavra utilizada pelos meus amigos quando vêm uma miúda gira), tinha as curvas todas no sitio sem falar que aquele visual desalinhado lhe ficava a matar, agora que pode ver como Vanessa realmente era, não percebia o porquê dela esconder a sua beleza, era realmente linda ao contrario daquilo que Zac pensava ela tinha cabelo comprido e ondulado, sem duvida linda-
Vanessa : não era preciso ter-se incomodado eu própria dava um jeito nisso! -disse Vanessa envergonhada da maneira como o seu patrão olhava pra ela, era estranho vê-lo a olhar assim para ela e era ainda mais estranho vê-lo sem fato e gravata, nunca o tinha visto assim tão ... natural! Natural era a palavra certa ele estava ele mesmo, jeans pretos, t-shirt branca que marcava bem os seus músculos e umas sapatilhas vans brancas e pretas, estava lindo como sempre mas diferente estava mais ele, estava mais lindo que o normal, sem falar no cabelo que estava desalinhado, estava sexy-
Zachary : não foi incomodo nenhum, agora acho melhor que tome um banho e que mude de roupa, a Rosa vai ajuda-la a chegar a um dos quartos e vai emprestar-lhe uma roupa da filha dela, vocês devem ter a mesma idade penso que ira lhe servir! -disse Zachary fazendo com que Rosa aparecesse e se pusesse ao lado de Vanessa-
Vanessa : não é necessário tanto coisa, eu não quero incomodar para mim basta deixar-me ir á casa de banho que eu dou o meu jeito! -disse Vanessa sem querer dar trabalho, afinal ela estava ma casa do seu patrão  não de um amigo-
Zachary : Vanessa eu já lhe disse que não é trabalho nenhum, não esta nas suas funções vir ate minha casa e você veio na mesma e não se incomodou com isso, veja isto que lhe estou a fazer como um agradecimento por o trabalho fantástico que tem feito! -disse Zachary e sorrir pra Vanessa que espirrou fazendo todas no Hall se rirem inclusive ela- não se preocupe com nada vá tomar um banho e sinta-se á vontade, não quero que constipe!
Vanessa : sendo assim eu vou aceitar também não quero ficar constipada! -disse Vanessa a sorrir-
Zachary : sinta-se á vontade eu vou ficar á sua espera para depois tratar-mos do que a trouxe ate aqui!
Vanessa : eu prometo não demorar, dê-me apenas meia hora que eu desço já! -disse Vanessa fazendo Zachary voltar a rir-se-
Zachary : já lhe disse que temos tempo, não se preocupe demore e tempo que for preciso! -estas foram as ultimas palavras de Zachary antes de sair do Hall e entrar numa sala que Vanessa não sabia o que era deixando-a sozinha com Rosa que a levou ate um quarto que era lindo, seria o de Zachary?! claro que não, ele não ponha uma simples secretaria no quarto dele-
Rosa : bom o senhor Zac achou melhor a menina tomar banho num dos quartos de hospedes para se sentir mais á vontade a casa de banho fica naquela porta ali ao fundo, eu vou buscar uma roupa da minha filha para lhe dar, vou deixa-la em cima da mesa juntamente com um secador de cabelos, na casa de banho tem toalhas e tudo o que precisa para tomar um bom banho, como o menino Zac disse fique á vontade e se precisar de alguma coisa é só chamar! -disse Rosa sempre com um sorriso na cara, aquela senhora era realmente simpática, Vanessa tinha de admitir que ela lhe passava uma total sensação de confiança e bem estar, passava-lhe uma sensação paternal que Vanessa já não tinha á muito tempo-
Vanessa : eu já disse para não se preocupar eu não sou de muitas coisas e pare de me chamar de menina e tratar por você, o meu nome é Vanessa e deve ter a idade da sua filha não á necessidade! -disse Vanessa também a sorrir, era uma boa menina pensou a Rosa para si-
Rosa : como queiras minha querida eu vou buscar uma roupa da minha filha para te dar, fica á vontade! -depois destas palavras Rosa saiu deixando Vanessa sozinha naquele enorme quarto, aquele quarto dava prai 3 iguais ao seu e era só o de hospedes, nem queria pensar em como era o de Zachary, bom afastados estes pensamentos Vanessa tira a roupa ficando apenas de soutien e cuecas, arrumou a sua roupa em cima da cama e foi pro quarto de banho, era lindo todo em pedra preta, Zachary tinha realmente bom gosto, acabou de retirar as poucas peças de roupa que tinha no corpo e ligou o chuveiro, a agua quente caia no corpo de Vanessa e fazia um tipo de fumo por causa do corpo de Vanessa estar gelado da chuva, deixou-se ficar assim alguns minutos e só depois começou realmente a tomar banho, passaram mais ao menos 15 minutos e Vanessa saiu do banho, enrolou-se numa toalha e saiu da casa de banho, a roupa que Rosa lhe ia trazer já la estava, era umas calças jeans pretas justas e uma singlet vermelho muito escuro, quase cor de vinho, Vanessa bufou de alivio assim que viu aquela roupa, estava com medo da filha de Rosa ser uma daquelas mulheres que mostra aquilo que não deve, ainda bem que ela vestia o mesmo tipo de roupa que ela, claro que nunca apareceu assim á frente do seu patrão ou de qualquer outra pessoa daquela empresa mas naquele momento tinha de ser, não tinha o que vestir parlem daquilo, só esperava que Zachary não ficasse chateado quando a visse naquela roupa, afinal ela estava ali a trabalho, não como uma amiga, olhou pra uma cadeira que tinha no quarto e viu em cima dela roupa interior, pegou na roupa e seguiu pra casa de banho onde se acabou de limpar, vestiu e calçou uns ténis que curiosamente lhe serviam e secou o cabelo negro e comprido que tinha, as suas ondulações ficaram bem definidas, trotou de arrumar tudo na casa de banho e saiu do quarto certificando-se que tudo estava da maneira de como entrou, desceu as escadas e foi ate á cozinha, como la chegou?! nem ela soube apenas foi seguindo caminho e escutou Rosa falar entrou entrou na cozinha entregou a toalha molhada a Rosa que neste momento estava a pôr as roupas de Vanessa para lavar-
Vanessa : não é necessário tudo isso, basta dar-me um saco plástico e pôr la as roupas eu própria as lavo em casa!
Rosa : vejo que a roupa lhe serviu na perfeição! -disse Rosa a olhar Vanessa de cima a baixo-
Vanessa : serviu mesmo, ate os ténis são o meu numero!
Rosa : ainda bem, bom o menino Zac esta á sua espera no escritório!
Vanessa : pois! eu não sei onde é o escritório! -disse Vanessa fazendo Rosa rir-se do comentário da morena-
Rosa : siga em frente que vai saber onde tem de entrar! -disse Rosa fazendo Vanessa rir-se também, Vanessa fez o que Rosa disse e começou a andar pela casa ate que viu uma porta de madeira castanho escuro grande e forte que abria prós lados, só podia ser ali, bateu na porta e ouviu a voz de Zachary a manda-la entrar, assim o fez, entrou na sala e Zachary ficou estático a olhar pra ela, Vanessa percebeu e corou pelo olhar do seu patrão, Zachary não perceber o desconforto de Vanessa tentou deixar de olha-la mas a surpresa era muito, já tinha constatado de Vanessa era lindíssima mas aquela rouca, aquele cabelo, ela estava absolutamente perfeita, não estava a usar óculos nem aquelas roupas que não a favoreciam nada, estava normal, estava ela e estava linda-
Zachary : hum ... sente-se fique á vontade! -disse Zachary tentado não olhar tão intensamente pra bela morena que estava á sua frente-
Vanessa : com licença. -disse Vanessa sentando-se na cadeira que ficava de frente para Zac- então porque me chamou aqui com tanta urgência senhor Efron? -perguntou Vanessa tentando ignorar a maneira como Zachary olhava para ela mas estava complicado, aqueles olhos azuis não saiam de cima dela e isso deixava Vanessa desconfortável-
Zachary : bom eu chamei-a aqui porque precisava que me levasse com urgência uns documentos do negocio que estamos a fazer com os espanhóis ate á sede das nossas empresas mas com tudo o que aconteceu eu acabei por mandar outra pessoa fazê-lo! -disse Zachary tirando os olhos de cima de Vanessa olhando pra tela do seu PC-
Vanessa : sendo assim e se já não precisa de mim eu vou embora ainda tenho de passar na empresa para pegar numas coisas para trabalhar em casa, com toda esta correria esqueci-me de uns documentos na empresa! -disse Vanessa sem graça-
Zachary : não se preocupe com isso, vá para casa que amanha acaba o trabalho, não tem qualquer tipo de problema!
Vanessa : mas os documentos são para entregar amanha e eu não gosto de deixar trabalho por fazer!
Zachary : eu mais do que ninguém sei isso Vanessa, ou esqueceu-se das vezes que eu sai da empresa e você ainda la ficou a trabalhar? -disse Zachary fazendo Vanessa rir-se- não se preocupe com isso pode entregar-me isso depois de amanha!
Vanessa : sendo assim eu já nem na empresa passo, vou directa para casa, só quero a minha cama agora!
Zachary : faça isso! -por momentos Zachary atreveu-se a imaginar Vanessa naquelas camisas de noite super atraentes e reduzidas porem tirou logo esses pensamentos da cabeça, onde ele estava?! nunca teve este tipo de pensamentos com Vanessa e agora ate na roupa de noite dela já pensa! foi interrompido nos seus pensamentos por Rosa que tinha batido na porta- entre!
Rosa : desculpe incomodar mas o senhor Richard acabou de chegar e diz ter algo importante para falar consigo, posso mandar entrar?
Zachary : claro sim, manda-o entrar! -Rosa saiu do escritório e mandar Richard entrar, ele não vinha com muito boa cara- que cara é essa, que se passa? -perguntou Zachary preocupado ao ver a cara do seu advogado e amigo-
Vanessa : bom eu acho melhor ir andando, mais uma vez obrigado por tudo e desculpe qualquer coisa senhor Efron! -disse Vanessa já perto da porta porem Richard impediu-a de sair- algum problema?
Richard : isso só depende de si!
Zachary : como assim?! Richard de que estas a falar? -perguntou Zachary completamente fora do contexto do problema, o que tinha Vanessa a ver com aquele problema?!-
Richard : bom primeiro de tudo tenho de saber se poço confiar na senhora! -disse Richard a olhar para Zachary-
Zachary : claro que podes a Vanessa é minha secretaria pessoal, já trabalha comigo á dois anos é totalmente de confiança! -disse Zachary completamente segura das palavras que dizia fazendo Vanessa ficar feliz, o seu patrão confiava plenamente nela e isso era bom
Richard : bom sendo assim faça o favor de se sentar novamente que a historia é comprida e surreal! -assim Vanessa o fez, sentou-se acompanhada por Zachary que se sentou novamente na sua cadeira enquanto Richard andava na sala de um lado pro outro deixando Zachary e Vanessa nervosos-
Zachary : será que tu és capaz de parar de andar de um lado pro outro e dizeres logo o que tens a dizer! -disse Zachary preocupado com o que ai vinha-
Richard : bom quando o teu pai se separou da tua mãe ele fez um contrato onde dizia que quando ele se aposentasse da empresa era o seu filho que ficava ao comando, -Zachary assentiu que sim com a cabeça- pois bem o teu pai decidiu-se finalmente aposentar -um sorriso cresceu no rosto de Zachary- mas não vale a pena ficares assim tão contente, quando o teu pai se separou ficou-se a saber que ele traia a tua mãe á anos e a prova disso é a tua querida meia-irmã Karina -Zac fez uma careta e Vanessa fez um grande esforço para não se rir, ela já sabia de toda esta historia, só não sabia o que ela tinha a ver com isto- ambos conhecemos a Karina e sabemos que ela é mais ambiciosa que sei la eu o quê, quando ela soube que o teu pai se ia aposentar disse que iria fazer de tudo para que a cadeira seja dela e foi exactamente o que ela fez eu pensei que a clausula havia sido esquecida ou nem notada mas graças a ela as coisas estão mas para o teu lado! -disse Richard fazendo Zachary ficar assustado-
Zachary : clausula? -disse Zachary calmamente tentado manter a calma-
Richard : sim uma clausula que apenas te encobre a ti! -disse Richard fazendo Zachary erguer uma das suas sobrancelhas- na clausula dizia que a empresa ficava sim ao teu comando mas para isso tu tinhas de estar casado, caso contrario a empresa passava para as mãos da Karina! -disse Richard de uma vez só fazendo Zachary levar as mãos á cabeça e levantar-se da cadeira-
Zachary : casado? -perguntou Zachary completamente perplexo, depois de tudo o seu pai fez ainda tinha coragem de fazer isto?! não bastava ter traído a sua mãe e nunca o ter apoiado no sonho de ser actor?! ainda fazia isto?! Zachary esperava por tudo menos por isto, o ódio e o nojo que sentia do seu pai era cada vez maior-
Richard : sim casado e apaixonado ira haver um juiz que vai avaliar o casamento, a empresa só ira pras tuas mãos se todos acreditarem o que casamente é verdadeiro, que tem amor, caso contrario a empresa vai pras mãos da Karina e isso era completamente o fim! -disse Richard vendo a expressão de ódio que se formava na cara de Zachary- e é ai que a Vanessa entra! -a Vanessa que ainda não se tinha pronunciado em toda aquela conversa ergueu a sobrancelha numa forma questionadora-
Vanessa : eu sinceramente esperava por tudo menos por isto e sei que se a Karina assumir a presidência da Efron a empresa vai por agua abaixo em menos de um dia mas eu realmente não vejo onde posso ajudar! se eu pudesse podem crer que eu fazia aquilo que fosse possível mas não é o caso! -disse Vanessa sinceramente-
Richard : ia é que você se engana você é a chave para todo este problema, a solução e a salvação da Efron esta nas suas mãos!
Vanessa : desculpe mas eu não estou a perceber! -disse Vanessa realmente sem entender o que se estava a passar-
Richard : a única solução deste problema é o Zac casar-se e quem melhor para se casar com ele do que você?! -depois disto Vanessa engasgou-se e Zac olhou serio para Richard-
Zachary : tas parvo é?! como é que eu me vou casar com uma pessoa que mal conheço?! -perguntou Zac que neste momento já se encontrava alterado-
Richard : ninguém tem de saber que vocês mal se conhecem!
Vanessa : desculpe mas eu não estou realmente a perceber o que se passa aqui! -disse Vanessa estupefacta com o que tinha ouvido á poucos segundos atrás-
Richard : a única solução deste problema é vocês fingirem que já têm uma relação á alguém tempo e que agora se vão casar, o que eu estou a tentar dizer é para vocês fingirem que são um casal e que como o Zac precisa de casar e esta contigo tu aceitaste casar com ele, Vanessa tu és a pessoa indicada para isto, não és conhecia, nunca estiveste no mundo dos holofotes, conheces o Zac e és linda! -Vanessa realmente não estava acreditar em tudo o que estava a ouvir, como assim casar com Zachary?! ela nem o conhecia direito! aquele tal Richard só podia estar louco-
Vanessa : desculpe mas você não acha mesmo que eu vou entrar nisso pois não?! -disse Vanessa ao levantar-se da cadeira- isso nunca ira dar certo eu não sei disfarçar iriam logo descobrir que era mentira, eu nunca fui visto com o senhor Zachary e agora vamos casar?! isso não faz sentido algum!
Richard : ai é que você se engana, vocês nunca terem sido vistos juntos é uma mais valia, o concelho que vos ira julgar vai entender isso como se vocês quisessem esconder a vossa relação dos holofotes e que só a iriam admitir agora por causa do contrato nada mais! vocês apenas iriam deixar o vosso relacionamento vir ao de cima porque tu Vanessa não querias que o Zac perdesse tudo por causa de uma clausula que vinha num contrato absurdo e que iras casar com ele porque estas completamente apaixonada!
Zachary : Richard isso não faz o mínimo sentido o meu pai conhece a Vanessa assim como a Karina eles iriam descobrir que era tudo mentira, todos naquela empresa sabem que eu nunca tive nada com ela!
Richard : isso é o que vocês queriam que eles pensassem! a Vanessa é a rapariga ideal para isto é inteligente, conhece bem a empresa ... ela é a mulher ideal para este casamento! esta nas mãos dela de quem vai ser a empresa ou tu achas que vais encontrar alguma mulher em quem possas confiar tanto como podes confiar nela para contar uma coisa destas!? -Richard tinha razão, Vanessa era a pessoa indicada para isto mas Zac não a estava a ver aceitar uma coisa destas, estava tudo nas mãos dela-
Vanessa : desculpem mas eu acho isso uma tremenda de uma estupidez não iria dar certo!
Zachary : Vanessa o Richard tem razão, agora a ver melhor as coisas ele tem razão tu és a única pessoa em quem eu posso confiar para contar uma coisas destas! tu tens de me ajudar! -disse Zachary desesperado-
Vanessa : desculpa mas não, eu não posso! tens as outras secretarias da empresa, eu aposto que elas davam tudo pare se casarem com tudo nem que seja de fachada!
Zachary : eu não dava nem um tostão por elas, assim que aparecesse alguém a pagar-lhes elas contariam tudo! por favor tu és a única pessoa que me pode tirar deste sufoco, a única que pode salvar a empresa, se não o fizeres por mim fá-lo por ti, com a Karina no comando a empresa não aguentaria nem um mês, o teu trabalho ia pelos ares, pensa nisso, pensa em tudo o que eu te poderia dar se te casasses comigo, o teu mundo iria abrir-se, irias ter tudo aquilo que quisesses sem ser preciso sequer dizeres um ai! pensa nisso pensa no quanto iria ser bom prós dois eu assegurava a empresa e tu o teu trabalho e quem sabe uma promoção! pensa nisso por favor! eu pago-te encara isto como um trabalho todos os meses eu deposito dinheiro na tua conta, eu sei que tu ainda não pagas-te os teus estudos e que tens casa e carro para pagar! eu garantia o resto da tua vida sem passares dificuldades! não seria para sempre apenas por um tempo para eles acreditarem que é verdade após algum tempo de nos casar-mos pedimos o divorcio! simples! -Mil coisas passaram pela cabeça de Vanessa, entrar numa Igreja para casar com um homem que mal conhecia, usar uma aliança e fingir que ama alguém. Apresenta-lo para a sua família que o odeia, viver na mesma casa que ele e por fim, ganhar dinheiro e ter a sua vida assegurada para sempre, sem falar na sua carreira profissional que concerteza iria dar um pulo assim que se casasse com Zachary. O último pensamento ficou a bater na sua cabeça muito forte. “Não é pra sempre e depois eu vou ter minha carreira no topo para sempre” Pensava Vanessa para si mesma enquanto aqueles dois homens olhavam para ela com esperanças. “O que eu vou fazer meus deus, por favor nao me castigue, eu so estou a fazer o que acho melhor"-
Vanessa : 

E então será que Vanessa vai aceitar?! Vocês so iram saber no próximo capitulo que eu prometo que sara rápido rápido se eu tiver comentários!!! Espero que gostem deste primeiro capitulo e comentem muito! Muito obrigado a todos os blogues que divulgaram a minha historia e muito obrigado aos meus seguidores! Fiquem com Deus beijos e ate ao próximo post! COMENTEM!

7 comentários:

stephanie_95_7 disse...

Espero mesmo que ela aceite :)
Ui, isto está a ficar interessante
Posta rápido
XOXO

• Paula disse...

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
Eu tô amando a fic!
Tá incrível!
Amei o cap!
Espero que a Vanessa aceite o contrato!
Posta logo
Bjos amorê

Maddi disse...

MEUS SINCEROS PARABENS..
ESTA MAGNIFICO..
Muito incrivel.
aposto que ela vai aceitar..
Postaa Logo
Xoxo

Evelly disse...

minha nossa amei amei amei
tenho certeza que a vanessa
vai aceitar o contrato tem que aceitar
pelo menos o zac já vê ela com outros olhos
né? kkkkkk menos mal;
posta logo bjss

Margarida Oliveira disse...

Neste tipo de coisas acaba sempre por parecer que elas são umas vendidas, mas o 1ª cap, está muito bom, parabéns.

Margarida disse...

cap muito bom:)
posta logo
bjs

karina disse...

Nossaaaaaaa essa fic é super demais kkk
Ameiiii mto
To louca pelo proximo poste
Essa fic promete fortes emoções
Posta logo vaiii
Super ansiosa
Beijos